Blog Madá

pilates idosos

Pilates como atividade física para idosos

É muito importante que os idosos acima de 70 anos pratiquem alguma atividade física. Além de vencer o sedentarismo, a prática regular de atividade física evita a fragilidade, a depressão e lesões ocasionadas por movimentos simples do dia a dia.

Uma mistura de exercícios que engloba alguns movimentos de força, mobilidade e alongamento, sem intensidade e sem impacto, parece ser a fórmula perfeita para essa faixa etária da população. Por esse motivo, o Pilates é o exercício mais indicado para pessoas que desejam ampliar sua longevidade e qualidade de vida.

A prática de exercício para combater a fragilidade

Estudos científicos revisados sistematicamente revelam que os exercícios de Pilates podem melhorar muito a mobilidade, mantendo e até ampliando as habilidades funcionais. Isso previne a fragilidade entre pessoas com idade superior a 70 anos.

A Conferência Internacional de Pesquisa de Fragilidade e Sarcopenia incluiu o Pilates nos programas de exercícios recomendados para tratar a fragilidade. Uma revisão de 2015 demonstrou melhora significativa no equilíbrio, mobilidade e força muscular de quem resolveu realizar atividade física, mesmo em casa, com intervenções profissionais individualizadas.

Esta prática reduziu 22% de quedas ou acidentes domésticos envolvendo idosos. A pesquisa demonstrou que pessoas que apresentavam certa fragilidade no início do programa eram ainda mais favoráveis a experienciar as melhorias na mobilidade propiciadas pela prática regular de exercícios.

Este estudo qualitativo concluiu que os exercícios para manter a mobilidade são muito aceitos por pessoas idosas já com certa fragilidade.

Exercícios de Pilates para mobilidade, força e alongamento.

O Método Pilates prevê o alinhamento postural e o equilíbrio muscular durante toda a execução dos exercícios, o que ajuda muito no ganho de mobilidade e alongamento.

Além disso, o método conta com um programa de exercícios que fortalecem a musculatura abdominal e paravertebral, que são fundamentais para os movimentos de todo o corpo. Isso também contribui para uma melhor mobilidade da coluna e proporciona mais flexibilidade.

Para ganho muscular efetivo, em até 10 sessões visando o fortalecimento e alongamento das cadeias musculares anterior e posterior com uma frequência de pelo menos duas vezes na semana, já é possível observar os resultados.

As pesquisas apontam o Pilates como a melhor estratégia para obter ganho de flexibilidade e melhora na qualidade de vida das pessoas com mais de 70 anos, mesmo aquelas que apresentam alguma limitação.

Pilates em grupo para socialização

Por ser uma prática que exige observação profissional, recomenda-se que os alunos com idade avançada realizem Pilates presencialmente, respeitando todas as recomendações de distanciamento e segurança previstas pelos órgãos reguladores.

Isso é ótimo para aqueles que desejam socializar e fazer novos amigos. A prática de atividade física em grupo diminui o risco de depressão, doenças cardíacas, osteoporose, diabetes e até do câncer. A produção de serotonina no corpo, hormônio da felicidade, que a atividade física proporciona promove ainda mais bem estar e qualidade de vida para idosos.

Busque orientação profissional especializada

Para esta faixa etária, educadores físicos, fisioterapeutas e médicos costumam recomendar que a prática de exercícios seja supervisionada por um profissional especializado. 

Eles destacam a importância de trabalhar a coordenação motora e o equilíbrio de pessoas acima dos 70 anos de maneira individualizada, para que os riscos de lesão durante a prática e também durante as atividades diárias sejam mitigados.

Isso garante a segurança do idoso, que deve associar à prática do Pilates uma alimentação balanceada, hábitos de vida saudáveis e muita alegria de viver.

Quais exercícios são indicados para pessoas acima de 70.

Exercícios de resistência com o peso do corpo são excelentes para melhorar a força. Assim como os funcionais utilizando obstáculos, que incluem movimentos como sentar e levantar, desviar de obstáculos ou levantar um objeto com consciência corporal.

Já os exercícios de equilíbrio promovem uma melhor mobilidade. Alguns exercícios que envolvam  movimentos simples como o levantamento de peso multidirecional, transferência de peso ou ficar em pé em uma perna só já são excelentes formas de trabalhar essa função.

A maioria dos exercícios de Pilates envolve, em níveis personalizados, o alongamento. Isso porque cada indivíduo deve trabalhar de acordo com suas limitações. Um estudo publicado na Revista Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, revela que exercícios de alongamento são opções de fácil aplicação e prazerosos, e que tornam a capacidade funcional dos idosos consideravelmente melhor.

Alongamentos são recomendados porque trazem benefícios na funcionalidade, equilíbrio e também no controle de dores que tenham origem muscular. Geralmente são associados aos outros exercícios, ao final do treino, porque promovem uma sensação de relaxamento.

É importante que pessoas com mais de 70 anos se mantenham ativas para combater os sinais de fragilidade e outras lesões provocadas pela deterioração natural. A ansiedade e a depressão também podem causar a fragilidade, por isso uma atividade física que promova a socialização pode ser duplamente benéfica.

O Pilates cumpre todos esses requisitos e ainda trabalha todo o sistema cardiovascular. Portanto, agende a sua aula e comece agora a se exercitar, com um programa de exercícios personalizado para suas necessidades.

Leia também sobre a prática do método de pilates para idosos

Posts Populares

O Vila Madá

O Pilates Vila Madá está em atividade desde 2007 e foi totalmente planejado para oferecer um atendimento diferenciado. Com ambientes amplos, modernos e bem equipados, o local conta com profissionais extremamente capacitados para lidar com cada aluno de forma individual e personalizada.

Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência.