Blog Madá

pilates clínico

Pilates clínico x Pilates fitness: Conheça os benefícios de cada método

A história do Pilates como método para tratamento, reabilitação física e condicionamento teve início lá na década de 1920. O método foi criado por Joseph Pilates, que emprestou o seu sobrenome para batizar a prática que ele mesmo adotou em sua vida e viveu até os 83 anos com condicionamento físico invejável.

O melhor do Pilates é que ele praticamente não apresenta contraindicações, exceto em casos específicos de reabilitação que exigem uma abordagem mais similar à fisioterapia. 

Para este público com necessidades específicas ou condições pós-operatórias, por exemplo, é indicado a prática do Pilates clínico. Os casos direcionados ao Pilates clínico são voltados a processos de reabilitação e terapêuticos.

A maioria dos praticantes do método Pilates busca melhor qualidade de vida através do aprimoramento físico, com o fortalecimento, tonificação e maior definição muscular, além do aumento de flexibilidade. 

Para aqueles que desejam uma modalidade que trabalha o corpo inteiro, sem deixar de lado os pilares básicos do Pilates tradicional como a concentração, respiração e controle, conquistando o corpo dos sonhos, o ideal é a prática do Pilates Fitness.

Neste artigo, vamos apresentar alguns benefícios das duas modalidades da prática do Pilates, elucidando os objetivos de cada uma delas e para qual tipo de público se destinam.

Os benefícios do Pilates clínico

O principal objetivo do Pilates clínico é a reeducação postural. Através de uma série de exercícios apropriados para o estímulo e fortalecimento de músculos que suportam a coluna, o método trabalha o corpo com baixo impacto.

Além da postura, outros benefícios acabam por vir neste pacote, tais como a força muscular, melhora da coordenação motora, equilíbrio, flexibilidade e mais consciência respiratória.

Talvez seja redundante para você, caro leitor, reforçar que cada tratamento deve ser avaliado por um profissional qualificado, observando possíveis patologias e queixas. No entanto, nunca é demais lembrar!

O Pilates clínico é ideal para:

Pessoas que tenham alterações posturais, problemas nas articulações, hérnias discais, tensão muscular e doenças como a fibromialgia, lombalgia e cervicalgia.

Isso porque o Pilates clínico é composto por exercícios próprios para reabilitação. É ideal para atletas ou praticantes de esportes que estão se recuperando de lesões e também para pessoas que apresentam alguma queixa de dor devido a movimentos do dia a dia mal executados.

Pilates fitness

Os benefícios do Pilates fitness

As aulas de Pilates fitness são dinâmicas e os exercícios podem variar entre aparelhos e solo. O objetivo é melhorar a resistência do corpo, através da utilização de acessórios que podem aumentar o nível de dificuldade de execução dos exercícios.

A prática regula a pressão arterial, melhorando o sistema cardiorrespiratório e propiciando o fortalecimento muscular. Além disso, o praticante conta com um aumento na flexibilidade, coordenação motora e mais consciência respiratória. Com tudo isso, vem também a redução do estresse e de sintomas da ansiedade e depressão.

O Pilates fitness é ideal para:

Pessoas que desejam manter a forma ou conquistar um bom condicionamento físico, para a prática de atividades físicas intensas ou para executar movimentos do cotidiano com consciência. Como os exercícios são mais dinâmicos, é inevitável perder calorias no processo. 

É preciso lembrar aos leitores mais apressados que esses benefícios não são alcançados de uma hora para outra. É necessário ter disciplina para manter o ritmo das aulas e uma rotina saudável, envolvendo alimentação equilibrada e regulação do sono.

Afinal, quais são as principais diferenças entre o Pilates fitness e o pilates clínico?

  • O Pilate fitness é indicado para quem busca um meio de manter a saúde, um bom condicionamento físico para realizar atividades físicas mais intensas e conquistar o corpo dos sonhos.
  • Já o Pilates clínico pode ser praticado por pessoas que buscam uma reprogramar a postura e diminuir dores causadas por algumas patologias que já foram mencionadas, tais como como dores na cervical, dor lombar, fibromialgia, hérnia de disco, alterações posturais, problemas nas articulações e tensões musculares.
  • As aulas de Pilates fitness são mais intensas e duram cerca de 50 minutos.
  • O Pilates clínico, é preciso uma avaliação física mais cuidadosa, por que parte de queixas individualizadas que exigem exercícios realizados de forma individual, podendo durar até mais de 60 minutos.
  • As aulas de Pilates fitness propiciam interação e socialização, pois acontecem com até três pessoas.
  • Já as aulas de Pilates clínico são mais individualizadas e costumam ser individualizadas ou realizadas com no máximo dois alunos.

É importante mencionar que a prática de Pilares fitness pode ser conduzida por profissionais de educação física ou fisioterapia. 

Como a prática do Pilate fitness se assemelha a uma sessão de fisioterapia, porque está focada em reabilitação, recomenda-se que elas sejam orientadas apenas por profissionais da fisioterapia.

O método Pilates oferece na sua essência tanto a reabilitação como também o bom condicionamento físico, independente da modalidade que deseja praticar. 

No entanto, é importante compreender qual a melhor metodologia para as necessidades de cada aluno, assim como os benefícios que são possíveis conquistar com a prática do Pilates.

Leia também o que os médicos dizem sobre fisioterapia e pilates

Posts Populares

O Vila Madá

O Pilates Vila Madá está em atividade desde 2007 e foi totalmente planejado para oferecer um atendimento diferenciado. Com ambientes amplos, modernos e bem equipados, o local conta com profissionais extremamente capacitados para lidar com cada aluno de forma individual e personalizada.

Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência.