Blog Madá

rpg; pilates

O RPG e o pilates, unidos pelo fortalecimento muscular

Apesar de muito comumente associados, o RPG (Reeducação Postural Global)  e o pilates são duas modalidades totalmente diferentes. 

Ambos têm o mesmo universo de exercícios físicos, considerando a postura, o alinhamento e o fortalecimento dos grupos musculares que resultam na melhora da consciência corporal do paciente.

O RPG foi criado por um francês chamado Philippe Emmanuel Souchard,  que conduziu os estudos da pesquisadora Françoise Mézières sobre biomecânica e física. 

A técnica consiste no ajustamento postural para a reorganização dos segmentos corporais,  através do estiramento do tecido muscular retraído, a fim de permitir a reorganização das miofibrilas, ganho de mobilidade e, assim, o reequilíbrio dos músculos que mantêm a postura. Além disso, produz também a liberação das fáscias, tecido conjuntivo, pela aplicação do princípio “fluagem”.

Portanto, o RPG se tornou uma das abordagens existentes dentro da fisioterapia. Essa modalidade busca resgatar a causa da patologia, descobrindo quais as consequências da lesão. 

O Pilates foi criado por por Joseph Pilates na década de 1920  e pretende trabalhar a conexão entre mente e corpo, como uma unidade, de modo a melhorar a consciência corporal e dessa forma promover outros benefícios.

Trata-se de uma especialização da área que se aproxima da Yoga e vem ganhando adeptos em suas diferentes modalidades nas últimas décadas. 

Com ênfase nos exercícios físicos que fortalecem os centros musculares do corpo,  aprimorando outras habilidades, como flexibilidade, consciência corporal, equilíbrio, resistência muscular e para reabilitação de lesões e reeducar movimentos

A principal diferença entre o Pilates e o RPG é o resultado. Por isso que quando eles são associados, o tratamento parece mais completo.

Enquanto o RPG é feito através de posturas combinadas com a respiração coordenada para alinhamento das estruturas e aumento das flexibilidades do corpo e melhor mobilidade das articulações do corpo, o Pilates trabalha movimentos que associam os seis pilares que são: Centralização, Respiração, Fluidez, Controle, Precisão e Concentração.

Para quem é indicado o RPG?

O R.P.G. tem indicação para indivíduos com lesões na coluna vertebral  como hérnias, distúrbios de articulação temporomandibular, alteração de equilíbrio e desvios posturais. Havendo ou não dor decorrente das lesões ou síndromes diversas como por exemplo: bursites, tendinites, lombalgias, cervicalgias e síndrome do túnel do carpo.

Assim, o RPG é indicado para tratar questões de dores agudas e inícios de tratamento em determinadas regiões do corpo.

Para quem é indicado o Pilates?

Os exercícios do Pilates são caracterizados por desenvolverem os músculos mais profundos do abdômen e das costas, proporcionando uma postura melhor. Além disso, estimula a circulação, melhora o condicionamento físico geral, a flexibilidade, promove melhoras nos níveis de consciência corporal e coordenação motora.

O Pilates é indicado para quem deseja se reabilitar de uma lesão e também para quem deseja preveni-la. Deste modo, gestantes, puérperas, idosos, homens, mulheres, crianças e pessoas com todo tipo de composição física podem praticar o pilates como atividade física.

Quais são os pontos de convergência entre RPG e Pilates?

Enquanto um método trabalha de maneira mais estática, buscando o alinhamento postural, o outro método trabalha de forma mais dinâmica. No entanto, ambos buscam o alinhamento corporal, flexibilidade, respiração, controle do centro do corpo e a melhora no desempenho nos esporte e nos movimentos do dia a dia. 

Segundo a especialistas, ambos têm como princípio a globalidade, ou seja, trabalham o corpo como um todo. Além disso, as duas técnicas também aplicam o princípio da individualidade.

Isso significa que os dois métodos utilizam posturas e exercícios que são executados de acordo com a necessidade do paciente, sempre com foco no centro ou no core.

De que forma o Pilates e RPG podem se complementar?

Pilates

Estes são métodos que buscam o alinhamento e a correção postural, harmonizando os movimentos do corpo e consequentemente o alívio de dores. 

Ao associar o RPG e o Pilates, o tratamento da dor, o equilíbrio musculoesquelético, a melhora da respiração e a prevenção de novas lesões fica mais completo.

Os profissionais responsáveis pela análise postural do paciente costumam decidir se um método é mais recomendado do que o outro, ou se é possível fazer a associação dos dois.

Em geral, o RPG é a técnica recomendada para a reabilitação e também prevenção de dores crônicas advindas de tendinites, dores articulares, desvios posturais congênitos ou adquiridos e patologias osteomioarticulares em geral.

E o Pilates é uma atividade física indicada para prevenção de patologias osteomioarticulares e também para pessoas que não têm problemas em geral, a fim de melhorar a qualidade de vida no âmbito físico e mental.

Nosso estúdio possui especialistas em ambas as modalidades, além de estar totalmente equipado para proporcionar as melhores práticas, experiências e vivências.

Cada método oferece seus benefícios e, caso seja indicado, podem ser associados para potencializar o tratamento, reabilitação ou sua atividade física diária. 

Se você gostou desse artigo e quer saber mais sobre este tema tão relevante para as nossas vidas, compartilhe os artigos deste blog e leia outras dicas e recomendações sobre Pilates que temos aqui. E você? O que está esperando para agendar sua aula de Pilates e RPG?

Leia também sobre o pilates associado à fisioterapia

Posts Populares

O Vila Madá

O Pilates Vila Madá está em atividade desde 2007 e foi totalmente planejado para oferecer um atendimento diferenciado. Com ambientes amplos, modernos e bem equipados, o local conta com profissionais extremamente capacitados para lidar com cada aluno de forma individual e personalizada.

Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência.